quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

FELIZ ANO NOVO!!!

 Pessoas amadas,

Estou em modo slow!
Postagens atrasadas, visitas também, mas férias são complicadas e este período de festas muito corrido e atribulado!
Além de tudo fui me meter a fazer coisinhas que minhas condições físicas não permitem e fiquei inteirinha inflamada, o que me tirou a vontade e me impossibilitou de ficar sentada aqui escrevendo, baixando fotos...
Semana que vem venho fazer uma retrospectiva da viagem e das festas, com direito a fotinhos. Muitas fotinhos!
Também coloco as visitas dos blogs em dia!


Hoje venho desejar a todos um Ano Novo de paz, luz, harmonia familiar, realizações!!

De minha parte, espero que em 2011 consigamos realizar nossos propósitos, que a reforma caminhe...lenta mas caminhe!, que possamos aguardar a chegada da Letícia com alegria e esperanças, que meus filhos, meu marido, parentes, amigos tenham saúde, que todos os corações estejam felizes, que minha filha esqueça o Fofo e entre noutra!

Que Deus abençoe e proteja todas as famílias;
O nosso novo governo;
Os países que sofrem com guerras e desastres naturais;
Todas as crianças que esperam por uma família;
Todas as famílias que desejam uma criança.
Todos que estejam passando por dificuldades, sejam elas quais forem!

Que possamos estar juntas, todas as amigas blogueiras, compartilhando alegrias, experiências, idéias!

FELIZ 2011 a todos!!!

Grande beijo,

Cláudia

sábado, 25 de dezembro de 2010

Última Homenagem!

 Esta é a Natty com 1 mês!!!
Ganhei esta fotinho da pessoa que me deu esta minha filha de rabo que tomou conta do meu coração de uma forma que eu jamais acreditei que pudesse acontecer!!!
Quando a conhecemos ela estava com 75 dias, já bem maiorzinha...
 Com 4 meses, após banho no petshop, com lacinho e bem cheirosa!
Ela estava sempre com esta carinha de dengosa!
 Aqui tomando um banho de sol! Ela ficava procurando o sol no quintal.
Aqui neste lugar o sol pegava no final da tarde e ela ficava nesta posição até o sol sumir de vez...
 Olha o jeito que a figurinha dormia!!!
A casinha era grande o suficiente para ela e mais um, mas ela era muito calorenta e ficava com a cabeça pendurada para fora...rss
 Me olhando!!!
Ela era muito fotografada e até fazia poses! rss
Estava sempre me olhando assim, com essa carinha de 'preciso de carinho, tô carente'!
 Quando nos mudamos para Bragança.
Ela adorava ficar olhando a rua neste terraço, mas assustava os pedestres, portanto só ficava aí sob supervisão.
Comigo ao lado ela não latia...


Na porta da cozinha!
Ela ficava sempre onde eu estivesse.
Minha grande companheira...











 


         Ela adorava ficar deitada no gramado sob as árvores...                                                                                                    
                                                                                                                                                                                                                                                         
Esta foto foi tirada dias antes de ela sumir...












Dia 18 último fez 3 anos que a minha filha de rabo sumiu!
Sinto muitas saudades dela, nunca me conformei por ela ter sumido da forma como sumiu, mas não há o que fazer além de aceitar...
Procurei por todo o canto desta cidade, fiz cartazes, anunciei nos programas de tv locais, atormentei o pessoal da ong Faros D'Ajuda. Enfim...fiz tudo o que podia e não consegui recuperá-la.
Nos primeiros meses eu rezava para São Francisco, pedia que me guiasse até ela, que eu pudesse encontrá-la, tinha pesadelos.
Quando chovia ou fazia noite muito fria tinha insônia imaginando onde ela poderia estar!
Depois de um tempo comecei a orar apenas para que ela estivesse bem, que tivesse em uma boa família e bem cuidada, porque já estava ficando velhinha.

As crianças quiseram outros cachorros, mas eu não conseguia aceitar outro cachorro no quintal. Era como se ele fosse usurpar o lugar da Natty. Por mais de um ano tive esperanças de encontrá-la!
Tentamos outros cachorros, mas não deu muito certo. Eu não me sentia disposta e os cachorros que vieram não colaboraram!
As duas últimas foram embora sem dó nem piedade no dia que as vi disputando um camundongo! Eca...

Há pouco tempo atrás o André foi fazer um trabalho de fotos na zona rural e encontrou a Natty!
Ela tem uma marca de vacinha, uma espécie de cisto inconfundível! Está de cara branca, andando com dificuldade, mas está bem cuidada!
Creio que foi uma resposta às minhas orações: poder ter certeza que ela está bem e bem cuidada!
Eu não quis ir atrás para ver. O que eu ía fazer?! O que poderia?! Não seria justo com quem a acolheu e estava cuidando em sua velhice!
Muito me aliviou o coração saber que está bem e por conta disto abriu novamente um espaço em meu coração para amar novamente um filho de rabo!
Neste momento entrou a Laica em nossas vidas!
Eu não queria, porque queria outra boxer, mas Tamiris e Tales se apaixonaram e por eles eu aceitei.
Ela, com seu jeitinho estabanado tomou conta do meu coração e hoje posso dizer que gosto dela quase tanto quanto gostava da Natty!
Como ela conseguiu arrebatar meu coração, deixo aqui minha última homenagem à Natty!
Foi bom ter convivido com esta criaturinha que me ensinou a amar incondicionalmente!
As saudades serão eternas...

beijos,

Cláudia

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

FELIZ NATAL


Queridas amigas e amigos que passam pelo nosso cantinho,

Estou numa correria doida, vivendo no meio do caos com a obra, sem tempo para nada, mas não poderia deixar de vir aqui desejar a todos um feliz e abençoado Natal!

Que Deus abençoe ricamente cada família!
Que este dia seja de paz, saúde e união!
Que Jesus esteja presente nas festas e nos corações de todos!

Boas Festas!!!

Cláudia

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

O Que Está Acontecendo?!?!?!

imagem extraída do google



imagem extraída do google
Eu não pretendia voltar aqui antes de voltar de viagem, até porque estou suuuper cheia de coisas para fazer, providências a tomar, mas quando liguei a tv da cozinha agora pela manhã para preparar o café e ver um pouco de jornal me calou forte a pergunta: o que está acontecendo?!

Há alguns dias temos acompanhado na imprensa escrita, falada, virtual sobre os ataques a homossexuais na Avenida Paulista, em São Paulo!
Ontem houve outro ataque! O sétimo em poucos dias!
O que faz uma pessoa achar que tem o direito de fazer isso com um ser humanos?! O que faz com que algumas pessoas sintam-se mais, ou melhores por serem brancos, por serem heterossexuais, por serem da região sul do país?!
Agora os ataques têm sido direcionados a homossexuais, mas sabemos que são alvos destes agressores, também, os negros e os nordestinos!
Ah, sem esquecer dos moradores de rua, né?!
O que faz uma pessoa, um jovem, tão jovem quanto o agredido, julgar que tenha o direito de fazer isso:
imagem extraída do google
O que está faltando?! Será educação?! Será um direcionamento moral?!
Nos tempos atribulados e corridos de hoje a busca pela sobrevivência, pela conquista da carreira está fazendo com que muita gente se perca de Deus!!!
É...talvez seja isso!!! As pessoas se distanciaram de Deus!!!
Fico imaginando o coração da mãe destes garotos agredidos como fica! Saber que seus filhos são desrespeitados como seres humanos por sua orientação, um detalhe tão particular de suas vidas!
E honestamente eu não gostaria de ser a mãe dos agressores!!!
Ser homossexual é uma condição e um direito!!! Ninguém deixa de ser humano porque gosta de se relacionar com pessoas do mesmo sexo!

Sabe, eu não tenho preconceitos, sempre criei meus filhos ensinando que todos nós, independente de cor da pele, condição social, condição sexual somos filhos de um mesmo Criador, somos todos humanos, merecemos respeito, mas vendo coisas como estas fico me perguntando em que mundo estou colocando meus filhos?!
Será que se um dia um deles vier e disser: 'mãe, sou homossexual' eu terei que viver com o coração nas mãos a cada vez ele ou ela sair às ruas com medo de ver este filho chegar em casa nas condições deste garoto da foto?! Ou pior, ficar sabendo que este filho apanhou até morrer por sua orientação?!
Antigamente...e acho que hoje em dia ainda!...os pais tinham medo que seus filhos 'virassem' homossexuais. Hoje creio que o medo maior das mães seja que seu filho seja agredido e morto, que não seja respeitado por sua orientação!
Creio que o mais temerário hoje nem seja a orientação e sim o risco que se corre por esta orientação!

Que sociedade é esta que não se pode sair do padrão para poder ser aceito?!
Definitivamente estamos vivendo numa sociedade doente!!!

Por mais que eu tente enteder, não entra na minha cabeça que exista motivos para tanta e tamanha violência!

E aí eu me pergunto: Se ontem houve o sétimo ataque na mesma avenida, onde estão as autoridades policiais, onde está a ronda...que ao meu ver já deveria estar em caráter hostensivo...para coibir tais ataques?!
Não sei, mas ao que  me parece a indignação em relação ao que está acontecendo é de poucos!
Sinto como se a maior parte da sociedade estivesse de acordo com tamaho absurdo! Eu vejo as notícias pipocando quase todos os dias, mas nos locais por onde passo, com todas as pessoas que tenho contato, não vejo ninguém comentar com indignação sobre os fatos!
Será que estamos ficando dessencibilizados?! Será que a agressão gratuita está incorporada em nosso dia a dia a tal ponto de as pessoas acharem de pouca importância atitudes dementadas como estas destes ataques?!
Já vi pessoas indignadas por tantas coisas banais que circularam na imprensa e hoje vejo pouca gente indignada por garotos estarem sendo agredidos com lâpadas, com socos ingleses, indo parar em hospital por serem homossexuais!

NÃO DÁ!!! Não entra na minha cabeça isso, afinal de contas homossexuais não são parasitas da sociedade!!! São estudantes, trabalhadores, pagam seus impostos, fazem suas compras movimentando a economia, são cidadãos com direitos tal e qual os heterossexuais!!!
Também são filhos, irmãos, são pessoas que têm família que os ama e quer o melhor para eles, tal e qual os agressores!

Enfim...eu tinha que vir desabafar!!!

Estou muito, muito, muito indignada com isso tudo!!!

Fica aqui meu protesto de:

NÃO À VIOLÊNCIA INSANA, DESMEDIDA E DEMENTADA CONTRA HOMOSSEXUAIS, CONTRA NEGROS, CONTRA MENDIGOS, CONTRA TODA E QUALQUER MINORIA!!!

Cláudia

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Este selinho eu recebi da minha querida e amada Tuka do blog Katralhas e da minha não menos amada Bianca do blog Bia, Cris e Lulu.

E as regras são: mostrar (com foto) um cantinho da casa que mais gosto e repassar para 10 amigas super especiais.

Bem...tenho 2 cantos preferidos na casa, mas como é só um aí vai: 


Como uma boa descendente de italianos, o lugar da casa que eu mais gosto é a cozinha!!! É nela que minha família passa reunida sempre que estão todos juntos! É nela que comemoramos aniversários! É nela que faço uma das coisas que mais amo fazer: cozinhar para ver os meus amores bem alimentados e felizes!

O segundo, sem fotinho, é o fundo do meu quintal, com minhas salve, salve, amadas árvores! Lá refaço minhas energias em oração, respiro e sinto o cheiro das folhas de manhã, é onde eu recobro minha tranquilidade nos momentos de estress!

Estes outros eu também recebi da Bia do blog Bia, Cris e Lulu.
A regra é repassar para 10 blogs, então vou indicar láááá embaixo e se você já tiver tudo bem. Se não tiver e não quiser participar, tbm tuuuuudo bem!

Data e Hora: 09/12/2010 - 19:41h.

Sobre Você

Nome: Cláudia

Idade: 41

Aniversário: 23/07

Emprego: Mãe/ Administradora do lar (A-D-O-R-E-I isso Ju!), editora de fotos e secretária do marido. rss

Estado Civil: Casada

Onde vive, casa ou apartamento: Casa

Irmãos: Um casal, ambos mais novos.

Animais: 1 cachorra

Fuma: Não

Bebe: Socialmente.

Aparência

Piercings: Não

Tatuagens: Vou fazer no próximo ano, se Deus quiser!

Aparelho nos dentes: usei por 4 loooongos anos e tirei há poucos meses.

Roupas: calça e bermuda jeans.

.Cor dos olhos: castanhos.

Cor do Cabelo: Loiros escuros, mas pretendo clarear antes do ano novo!

Favoritos

Cor: Lilás, rosa, amarelo, verde

Número: 06 (o número de pessoas que comporá minha família)

Animal: cachorro

Flor: Violeta

Comida: Italiana. Sempre!

Sabor de Sorvete: Ferrero

Doce: Mousse de Chocolate

Bebida Alcoólica: vinho no frio, cerveja no calor.

Tipo de música: Sou eclética, gosto de quase tudo um pouco. Mas eu odeio com todas as forças do meu ser o funk.

Banda/artista: Engenheiros do Havai, Legião Urbana, Capital Inicial, mas curto também as bandas teens que os filhos estão ouvindo no momento. Eles mudam muito os gostos, então estou sempre aberta a mudanças neste quesito! kkk

Música: "Assim sem Você" interpretada pela Adriana Calcanhoto! Esta música marcou a espera por meus filhos e significa muito em meu coração!

Livro: Tantos, tantos!!! Todos os romances da Zíbia Gasparetto, Quem ama educa do Içami Tiba, Educar sem culpa da Tanya Zaguri, Evangelho

Programa de TV: Novelas, seriados do começo do ano, filmes.

Melhor amigo? Meu marido! Melhor amiga? Hoje minha filha!

Dia da semana: finais de semana, quando estão todos em casa.

Esporte: qualquer um que não sue e que não tenha que ficar dentro da água! kkk

Vida Amorosa

Nome da Pessoa Amada: André

Estão juntos há quanto tempo: há 20 anos e meio.

E de casados, há quanto tempo: faremos 18 anos em janeiro.

Local em que se conheceram: Ensaiando quadrilha para instituição beneficente na casa de uma amiga do grupo de Mocidade.

Foi amor à primeira vista? Não. Foi algo difícil de explicar pq eu 'sabia' que o conheceria, o vi em sonho 1 ano antes e soube o nome dele através de sonho, tbm, alguns meses antes de nos conhecermos. Já contei esta história no blog, mas não tenho tempo agora de procurar o link!

Quem deu o primeiro passo? Ele. Pegou em minha mão num passeio ao parque do Ibirapuera

Já te deu flores: Sim

A coisa mais doce que ele te deu:  A última que está na memória foi a correntinha com meus quatro filhos!

Um sonho de vcs dois: terminar nossa casa logo para recebermos nossa caçulinha.

Uma curiosidade do casal: Não me lembro...

Quem tem mais ciúme? Nenhum dos dois. Somos bem tranquilos neste sentido.

Ele se dá bem com a sua família? Sim.

E vc com a dele? Sim.

Outros

Sabe dirigir? Sim. E ai de mim se não soubesse! kkk

Tem carro/ moto? Tenho carro e planejo me habilitar para moto, já que o marido diz que vai comprar uma num futuro meio distante! kkk

Fala outra língua? Mais ou menos.

Coleciona algo? Não

Fala sozinha? Muito, muito, muito! kkk

Se arrepende de alguma coisa? Não.

Religião: Espírita.

Confia nas pessoas facilmente? Sim.

Perdoa facilmente: Considero que sim. Dependendo leva dias, mas passa logo. Não guardo mágoas.

Se dá bem com os teus pais? Sim.

Desejo antes de morrer: Terminar de criar e encaminhar meus filhos.

Maior medo: Ficar sem um dos meus filhos.

Maior fraqueza: não sei, mas acho que é o medo que aconteça algo ruim que me tire um deles.

Toca algum instrumento? Já arranhei o violão. Hj não toco mais nada.

Alguma vez...

Escreveu alguma poesia: Sim, muitas, mas era boba, tinha vergonha e um dia joguei tudo fora. Tinha uma pasta cheia e até que nem eram tão ruins...

Cantou em público? Jamaaaais!

Fez alguma performance em palco? Sim. Nos tempos de escola fazíamos teatro.

Andou de Patins? Sim, quando criança!

Teve alguma experiência que quase morreu? Nunca.

Sorriu sem razão? Muitas vezes.

Riu tanto que chorou? Sim, muitas vezes! Atualmente tenho rido muito de chorar com algumas coisas...

Agora vem um monte de palavras para dizermos sim ou não.
*Também fiz como a Sarah e a Juliana: juntei tudo para não ficar muito extenso:

Sim :
Lutadora, Mandona, Amigável,  Feliz, Chata, Confiável, Otimista, Honesta, Teimosa,  Sincera, Racional, Pontual, Criativa, Determinada, Engraçada, Esperta, Energética.

Não - Tolerante, Dependente, Depressiva (embora tenha meus altos e baixos como todo mundo), Má, Estranha, Assustadora, Curiosa,Tímida, Quieta, Indecisa, Preguiçosa, Romântica, Ciumenta, Sonhadora, Modesta, Educada ( o que é ser educada? Faço o basiquinho, mas aquilo, se for necessário, eu dou meus xiliques, rs).

Como vc está se sentindo hoje: Cansada. Tenho tido noites ruins há algum tempo.

O que te faz feliz: Muitas coisas! Viajar, sair com a família, estar com os amigos, ir à praia, ver meus filhos felizes...

Com que roupa está agora? Short vinho de malha e camiseta regata...muuuito caloooor.

Cabelo: Preso em coque. Muuuuito caloooor. kkk

Brincos? Sim, sempre. Não fico sem!

Algo que vc faça muito: atualmente sair de carro para levar e buscar filhos aqui e ali.

Conhece alguém que faça aniversário no mesmo dia que vc? Sim.

Está confortável com o teu peso: De jeito nenhum, mas estou conformada...rss

Acaba a frase:

Gostaria de ser...super-heroína, ter superpoderes.

Eu desejo... Terminar logo minha casa para que meus filhos tenham o espaço deles e eu a minha caçulinha aqui conosco.

Muitas pessoas não sabem... o quanto eu sou ... ( caraca, eu sou o quê?). Sou muitas em uma só, e aprendi a me permitir mudar de idéia, mutar, voltar atrás, sem me preocupar com o quê os outros vão achar/falar/pensar de mim. ENTÃO: Muitas pessoas não sabem... o quanto eu sou MUITO MAIS FELIZ DEPOIS QUE PASSEI A ME PERMITIR ISSO. (copiei Bia!!! rss)

Eu sou... uma leoa para defender meus filhos!

O meu coração é: Racional. Tá, nem sempre, mas a maioria das vezes. (tbm copiei essa, Bia!!! kkk)




E eu indico estes selinhos para:

1. Cel
2. Lili
3. Deia
4. Laudiane
5. Liah do Davi
6. Di
7. Naty
8. Paula
9. Lis
10. Vanessa

Recadinhos:

1. Tuka e Bianca, obrigada pelos mimos queridas!!! Adorei!!!

2. Bianca, os selinhos que não postei foi pq deu mensagem 'servidor recusado' quando tentei adicioná-los.

3.  Como eu demorei para postar os selinhos, caso eu tenha deixado passar algum é só relembrar que eu posto, ok?!

4. Estou devendo visitas em TODOS os blogs, mas esta semana está corrida porque começaram as obras e porque sábado vamos viajar e passaremos a semana fora, portanto prometo solenemente ver os blogs todos quando voltar, vendo tudo que perdi...

5. Vi que houve quase que uma blogagem coletiva sobre uma jornalista que agiu, digamos, que sem ética alguma e achincalhou todas nós que somos mães e blogueiras!
Quero reforçar o coro que ter um blog é uma terapia, que todos os blogs que conheço são de pessoas que são batalhadoras, que cuidam dos filhos, da casa, muitas...a maioria...tem empregos fora de casa também, não expomos nossos filhos, nossa família, nossa vida!
Compartilhamos experiências, acabamos nos ajudando mutuamente com estas experiêcias, desabafamos, encontramos apoio, carinho, fazemos...eu fiz muitas!!!....amizades sinceras e verdadeiras, nos divertimos!
Não vejo que ter um blog seja depreciativo, que nós sejamos preguiçosas, que deixamos a desejar como mães, como profissionais e como donas de casa, então a estas pessoas que falaram do que desconhecem, sugiro que criem um blog, dediquem-se  a ele e tente cuidar de todas as outras coisas como o faz sem o blog. Quero ver se conseguem!!! Versatilidade é para quem pode!!! Quem não pode, fala mal!!!

Sou blogueira, mãe, esposa, dona de casa, editora de fotos nas horas que o marido precisa, secretária dele quase sempre e sou feliz!!!

Não sei se volto aqui antes da viagem, portanto desejo a todas uma excelente semana!

beijos!

Cláudia

sábado, 4 de dezembro de 2010

O Menestrel - Reflexão

 
Depois de algum tempo você aprende a diferença, a sutil diferença entre dar a mão e acorrentar uma alma. E você aprende que amar não significa apoiar-se. E que companhia nem sempre significa segurança.

Começa a aprender que beijos não são contratos e que presentes não são promessas. Começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança.

Aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão.
Depois de um tempo você aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo. E aprende que, não importa o quanto você se importe, algumas pessoas simplesmente não se importam… E aceita que não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai ferí-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la por isso.

Aprende que falar pode aliviar dores emocionais. Descobre que se leva anos para construir confiança e apenas segundos para destruí-la… E que você pode fazer coisas em um instante das quais se arrependerá pelo resto da vida.

Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias. E o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem na vida. E que bons amigos são a família que nos permitiram escolher. Aprende que não temos de mudar de amigos se compreendemos que os amigos mudam.
 
Percebe que seu melhor amigo e você podem fazer qualquer coisa, ou nada e terem bons momentos juntos. Descobre que as pessoas com quem você mais se importa na vida são tomadas de você muito depressa… por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas; pode ser a última vez que as vejamos.
 
Aprende que as circunstâncias e os ambientes têm influência sobre nós, mas nós somos responsáveis por nós mesmos. Começa a aprender que não se deve comparar com os outros, mas com o melhor que pode ser. Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser, e que o tempo é curto. Aprende que não importa onde já chegou, mas para onde está indo… mas, se você não sabe para onde está indo, qualquer caminho serve. Aprende que, ou você controla seus atos, ou eles o controlarão… e que ser flexível não significa ser fraco ou não ter personalidade, pois não importa quão delicada e frágil seja uma situação, sempre existem dois lados.

Aprende que paciência requer muita prática. Descobre que algumas vezes a pessoa que você espera que o chute quando você cai é uma das poucas que o ajudam a levantar-se.
Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experiência que se teve e o que você aprendeu com elas do que com quantos aniversários você celebrou.
 
Aprende que há mais dos seus pais em você do que você supunha. Aprende que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são bobagens… Poucas coisas são tão humilhantes e seria uma tragédia se ela acreditasse nisso. Aprende que quando está com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso não te dá o direito de ser cruel.
 
Descobre que só porque alguém não o ama do jeito que você quer que ame não significa que esse alguém não o ama com tudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isso.
 
Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém… Algumas vezes você tem de aprender a perdoar a si mesmo. Aprende que com a mesma severidade com que julga, você será em algum momento condenado.
 
Aprende que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido, o mundo não pára para que você o conserte. Aprende que o tempo não é algo que possa voltar. Portanto, plante seu jardim e decore sua alma, em vez de esperar que alguém lhe traga flores. E você aprende que realmente pode suportar… que realmente é forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais
 
PS: Alguns dizem que o texto é de Willian Shakespeare outros dizem que é de Camila Verônica Shoffstall 

---------------------------------------------------------------------------------------------------------

Recebi este texto por e-mail e não resisti. É tão lindo, vem tão de encontro a este momento de nossas vidas que resolvi deixar registrado aqui!!!

Grande beijo,

Cláudia

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Blog-Divã!!!

Ter um blog, escrever nele pode ser considerado uma terapia!!!
Lendo tudo que escrevi no post da Tamiris, tudo que vocês escreveram, pude reavaliar muita coisa e todas escreveram coisas muito pertinentes!!!
Agradeço imensamente a participação tão querida de todas vocês, que embora através de uma tela, fazem parte de um pedacinho das nossas vidas!!!

Pois bem, gostaria de dizer algumas palavrinhas...rss

Genteeeem, eu não estou com raiva do garoto!
Eu fiquei com raiva do que ele fez para ela, afinal de contas ver um filho chorar, sofrer não é fácil e se tem alguém em quem a gente possa colocar a culpa e sentir raiva, a gente sente mesmo...rss
Continuo achando ele fofo, muito bonitinho, acho mesmo que ele gosta dela e também não creio que ele seja sem caráter, não!
Sob o prisma do emocional abalado a gente fala e pensa coisas que não deve!
Mas tudo bem...minha posição de mãe me absolve do pecado, né?! Espero que sim!!!
Estou me redimindo agora!!!

Conforme fui lendo as respostas de vocês, fui pensando em tudo e concordo com a Di quando ela fala que 'a dúvida se ele gosta dela ou não é pequena em relação à certeza de que ele gosta da atenção'!
Achei perfeito e fiquei pensando: que adolescente não gosta de atenção?! O Tales, mesmo, sempre sonhou em ser popular desde a outra escola, queria estar no meio dos garotos populares e tal.
Então acho que as coisas foram acontecendo e ele não teve intenção de nada.
Eles se aproximaram, a coisa foi complicada por causa da timidez, o povo foi falando, se metendo, fazendo a história ganhar proporções, por consequência eles foram ficando populares, ele começou a receber mais atenção da galerinha do colégio e desvirtuou ou confundiu o que sentia por ela com o que começou a sentir com a popularidade que ela proporcionava.
Depois eles brigaram, ela disse que não queria mais saber, ele tentou se redimir, ela voltou para o tal jogo e a coisa não caminhou, sabe-se lá porque!

Neste momento eu fiquei com dúvidas sobre o caráter dele, sobre a conduta, sobre tudo porque ele é um enigma, isso eu não posso negar!!!
É o tipo de pessoa imprevisível. A gente nunca consegue fazer uma projeção das atitudes como aconteceria com qualquer garoto da idade dele!
Agora, avaliando mais friamente, ele é um garoto que não fala de si, não se expõe, não coloca fotos no orkut, então...não sou psicóloga...mas imagino que ele tenha dificuldades em administrar ou de expor sentimentos, de mostrar quem ele é!

Uma coisa eu sei: ele ainda olha para ela apaixonado! Disso eu não tenho dúvidas. Isso ele não fingiu messssmo!!!

Bem, na segunda depois que ela o excluiu do orkut, do msn e escreveu um monte para ele eu achei que o Fofo fosse ou brigar com ela e dizer que não tinha prometido nada, ou se comportar como se nada tivesse acontecido e foi o que aconteceu: ele se comportou como se não tivesse lido nada, mas ao invés de ignorá-la como estava fazendo antes, voltou a olhá-la com o olharzinho apaixonado que a derrete..rss
Confesso que quando ela chegou da escola eu fiquei furiosa, não compreendia o que ele queria agora e nem porque estava se comportando desta forma, embora eu imaginasse que pudesse acontecer!

Na terça não tiveram aula.

Na quarta eles não se viram. Ela não saiu no intevalo e ele não subiu para a calçada na saída. Mesmo que tivesse subido não a teria encontrado porque fui buscar mais cedo.

Quinta ela não saiu no intervalo e na saída ele saiu no mesmo horário que ela, subiu na calçada, foi perto do grupo delas mas a Tamiris saiu assim que ele chegou. Como ela saiu do grupo sem dar maiores satisfações, as outras meninas foram até onde ela estava. Ele ficou olhando de longe para ela, que deu umas olhadelas...rss
Uma das amigas falou que ele não tirava os olhos dela o tempo todo.

Hoje eles tiveram aula apenas até 9:00h, mas ainda assim se viram, se olharam, ele despediu das meninas olhando nos olhos dela, esperando o 'tchau' dela...rss
Ela pensou em ignorar, mas não se conteve e deu tchau para ele olhando nos olhos!!!
Ai...rss

Isso tudo reforça minha sensação de que esta história terá continuação no ano que vem!
Reforça a sensação que tive desde a primeira vez que o vi olhando para ela de que ele gosta dela de verdade, mas não está sabendo administrar o sentimento, ou não está sabendo lidar com um possível namoro. Sei lá...
Me faz sentir mal por ter feito mal juízo do garoto, porque olhei as atitudes dele, um adolescente, com olhos de adulto!
Não acredito que ele esteja brincando com o sentimento dela de novo!

Este comportamento dele mostra que ele quer conquistá-la, ele quer conduzir a situação pq sempre que ela começa a se aproximar ele se afasta. Se ela se afasta ele vem reconquistar.
Isso eu acho graça porque ele quer conquistar algo que já está conquistado e era só 'pegar'! kkk
Enfim...

Agora vêm as férias! Semana que vem vamos viajar, depois vem Natal, Ano Novo e aí vamos ver o que 2011 nos reserva!!!

Só peço a Deus que os auxilie, os proteja e que faça na vida deles sempre o melhor porque também uma coisa é certa: nem todos os gostares são para serem vividos!!! Talvez este seja o caso deles!!! Se gostam, mas não será um gostar para ser vivido!!! Talvez seja um gostar para ser sentido, apenas, sem nada que os desabone!!!


beijos,

Cláudia

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Para as 'tias' que torceram, a conclusão da história da Tamiris!

Que imagem melhor do que essa?! Um doce coração partido!!!

Bem, a história finalmente...espero eu!!!...chegou ao fim!!! Para organizar as idéias e deixar bem registrado para ela no futuro, vou fazer uma breve retrô...

Dia 14 de setembro a Tamiris chegou em casa me comunicando que havia pedido para uma amiga apresentá-la ao garoto do segundo ano, o qual ela nutria um sentimento já há 3 anos.
Perguntei se ela não esperaria mais um pouco, se não deixaria para o próximo ano, já que eu a achava muito novinha e ela respondeu que não, que gostava dele há bastante tempo, que estavam 'se olhando', que ela queria aproximar-se dele naquele momento, que gostava muito dele e que ía se aproximar porque a menina perguntou para ele se queria se aproximar dela e ele aceitou.
Cheguei a comentar só para confirmar, que seu fosse contra, se estaria fora e ela disse que sim. Em sendo assim, me coloquei à favor, mas queria saber tudo que acontecesse, que se chegassem a namorar, que não os queria namorando escondido na porta do colégio e ela concordou!
Daí em diante passamos 40 dias na maior agonia. Eles não se aproximavam, se olhavam de longe apenas, duas tentativas de apresentá-los foi frustrada por causa de timidez.
As amigas dela, tentando ajudar, ficaram pressionando o garoto, que se encheu e começou a evitá-la até nos olhares. Ele havia se aproximado no horário da saída, ficava perto do grupo delas e tal, mas depois da encheção passou a ficar longe novamente.
Nesta época estávamos vivendo 'dias de verão e noites de inverno', como cheguei a postar. Um estress sem tamanho porque as coisas não andavam. Uma tarde ela conversou pelo msn com uma amiga que é amiga em comum e esta amiga a convenceu de que tinha que ir falar com ele e saber qual era, como eles estavam.
Ela saiu daqui disposta a esperar por ele na entrada, falar pessoalmente, mas chegou lá e ficou com medo de ele a maltratar, pediu para outra amiga em comum para falar para ele que queria conversar.
Ele, do alto de sua 'excelente educação' e baseando na pressão que as amigas dela estavam fazendo e que ele achava que era ela quem mandava, mandou-a #sifu, que não queria conversar com ninguém.
Ela ficou suuuper magoada, com muita raiva dele, arrancou a correntinha que continha o pingente com a letra do nome dele, jogou no lixo, não conseguiu assistir aula, chorou horrores.
Neste dia as amigas dela se revoltaram, foram falar com ele, brigaram, ele ficou sem entender porque a Tamiris estava naquele estado que elas falavam, elas o chamaram de todos os nomes, falaram que era porque ela gostava muito dele, que ele não tinha o direito de tratá-la daquela forma.
Ele, então, tomou a iniciativa de ir pedir desculpas para a Tamiris, que não quis aceitar. Ele insistiu nas desculpas, ela acabou aceitando, mas ficou dias magoada.
Como ela se mantinha firme na decisão de não querer saber de mais nada, ele mandou um amigo dele falar com ela!
Este amigo falou que ele tinha um jogo, que ela não estava sabendo jogar, que se quisesse ter algo com ele teria que entender o jogo e entrar nele.
Dado o recado que havia sido encarregado, o garoto que é amigo dele e só conhece a Tamiris de vista, fez o seguinte comentário: 'Tamiris, não sei o que vc viu no D. Ele é muito idiota. Ele é muito inteligente no estudo, mas só fala m...Deixa ele para lá porque você merece coisa melhor'.
Pois bem...esse comentário veio de um amigo dele!!! O que mais a gente poderia esperar, né?!
As amigas dela que tbm são amigas dele também falavam coisas do gênero, perguntavam o que ela havia visto nele, que ele era um lerdo que não valia à pena. Uma delas chegou a falar que para namorar com ele teria que ser tão retardada quanto ele. Enfim...
Ela vinha me perguntar e eu perguntava se ela estava convencida de que ele era tudo isso que falavam. Ela dizia que não! Então eu falava...porque penso isso mesmo...que ela entrou nesta história e que deveria ir até o fim. Quando chegasse ao fim ela provaria para si própria que todos estavam certos ou provaria para todos que ela estava certa!
E assim foi...
Depois que o emissário do garoto veio falar com ela, ele começou a sair no intervalo dela, ficava paquerando. No começo ela não olhou paquerando porque estava magoada, mas ele foi rodeando, rodeando e ela foi se derretendo. Entrou no jogo!!!
Depois ele começou a ficar perto dela e das amigas na calçada no horário da saída, primeiro com os amigos dele, depois sozinho para que ela se aproximasse. E ela se aproximou!!!
Não conversavam direito, nunca dava tempo, eu ou a mãe dele chegávamos!!!
Então ele começou a sair sozinho no intevalo dela e ela passou a ir falar com ele no intervalo também!
Aí teve a festa da amiga! Ele perguntou se ela ía, ela disse que só ía por causa dele, ele disse que ía dar um jeito de ir, que a mãe não estava querendo deixá-lo ir de ônibus, que ía ver se o pai levava e tal, mas não apareceu na festa!!!
No dia seguinte disse que a aniversariante não deu o convite!!!
Tamiris deu um cartão para ele falando de fé e amizade. Daí em diante ele falou para a amiga que ía dar um cartão para ela sumiu!!! Passou a evitá-la na saída e não saiu mais para o intervalo. Nem cartão, nem nenhuma palavra. ela não sabe até hoje o que ele achou do cartão!!!
Ela visitava o orkut dele todo dia e ele add uma comunidade que diz 'eu sei que vc fuça meu orkut'.
E aí, passou a não subir mais na calçada enquanto a mãe dele não chegasse.
Ele sabia que ela morria de ciúmes, então se subisse, ficava abraçando as meninas e olhando para ela para ver o efeito que causava.
No final de semana uma amiga do Tales a chamou no msn, conversaram sobre sentimentos, sobre o garoto, a menina o add no msn e conversou com ele sobre os sentimentos dela e a possibilidade de namorarem. Ele, então, respondeu que com ela era só amizade e nada mais.
Ele dizia para todo mundo que era amigo dela, ficava paquerando ela de longe fazendo-a acreditar que gostava dela, mas na verdade ele não queria nem amizade, uma vez que esta história já tem quase 3 meses e eles mal se falam!
Não porque ela não quisesse, nem tivesse tentado uma aproximação, mas porque ele a bloqueou em tudo: no orkut, no msn e na distância estratégica que ele mantinha.
Ela entrou no jogo dele, fez tudo direitinho, mas ele não queria sequer amizade!!! Ele a usou, usou os sentimentos dela para se  projetar!!!
Antes disso tudo começar ele era um completo desconhecido, era invisível. Depois que a história tomou proporção ele foi ganhando projeção!!!
Quanto mais se comentava a história deles, mais amigos o adicionavam no orkut! Os amigos dele quase dobraram nestes quase 3 meses e os amigos em comum dele com a Tamiris passaram de 10 para 40!
Hoje todo mundo no colégio, de alunos a funcionários, sabem que é o 'D..da Tamiris' e quem é a 'Tamiris do D.'. Por tabela eu, a Taís e a mãe dele também ficamos populares! Não somos mais mães anônimas!!! Recebemos olhares curioso, sorrisinhos e risinhos!!!
Outro dia fui dar sorvete para a Taís, passei por um grupinho de adolescentes, a Taís faz o maior sucesso, então ouvi enquanto comprava o sorvete:
- ai que gracinha essa menininha!
- ela é irmãzinha da Tamiris...
- de qual Tamiris?!
- a Tamiris do D. do segundo ano!
Vai daí que a popularidade dele respingou em todos nós!!!
Bem, passaram, duas semanas quase sem se falar, praticamente sem se verem!
 Na sexta passada a Tamiris conversou com uma amiga do Tales, falaram sobre sentimento e a garota falou com ele.
Ele disse que com a Tamiris era só amizade e nada mais, mas que tipo de amizade é essa que ele bloqueia tudo, qualquer forma de contato?!
Na hora ele estava on-line, ela escreveu no sub do msn 'D. ME DESBLOQUEI AGORA!' e ele não desbloqueou!
Não desbloqueou, não respondeu nenhum recado da Caixa da Verdade, nada!!!
Então ela disse um monte de desaforos...um monte de verdades, na verdade...disse que não quer mais ele nem para amizade, o excluiu do orkut, do msn.
Sofreu muito, chorou muito, ficou muito abatida.
Agora está bem triste, mas está bem. Está oscilando entre a raiva de ter sido usada e a dúvida se ele não gosta mesmo dela!!

Pior de tudo é que segunda eu fiquei com receio que ele fosse falar um monte para ela por causa de tudo que foi escrito para ele, mas sabem o que ele fez?! Se comportou como se nada tivesse acontecido e voltou a cercá-la sem os óculos e cheio de sorrisinhos novamente no intevalo! Só no intevalo, porque na saída estou indo antes buscar!!!
Muito, muito cretino!!! Estou com muita raiva, mas aliviada por ele não gostar dela. Assim nos polpa de convivermos com alguém sem caráter!!!

E pensar que eu achei tudo tão bonitinho!!! Tanto que eu defendi esse garoto!!!
Não consigo me conformar que tudo que eu vi na porta do colégio era fingimento!!!
Não consigo me conformar que ele fingia SENTIMENTOS!!!
Não foi só a mim que ele convenceu que gostava dela pelos olhares!!! Todo o colégio acha!!!
Não consigo me conformar que ele foi tão cretino e tão cafajeste com tão pouca idade!!!
Não consigo acreditar que meu feeling errou tanto desta vez, que meu radar não funcionou!!!

Bem, eu tenho muita dificuldade em ver o lado podre do ser humano e ainda acho que ele gosta dela, mas não se deu conta. Vai cair em si, mas agora não tem mais meu apoio!!!
E alguma coisa me diz que essa história ainda não chegou ao fim. Eu sinto isso...
Espero estar enganada!!!
Se ele vier com uma conversa mole ela cai!!!

Que Deus nos ajude!!!

bjs,

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Mais um texto...

ADOÇÃO: UM ATO DE AMOR

Zildinha Sequeira

A adoção, mais do que um ato jurídico, é um ato de amor. É reconhecer no filho(a) gerado por outras pessoas, nosso filho(a). Para haver adoção é necessário que tenha havido antes uma situação de abandono e que, por menos sofrimento que tenha sido para a criança, mexe muito. Essa história anterior não dá pra ser modificada, mas dá para se construir uma outra história, pontuada de gestos de solidariedade, respeito, verdade e amor. Muitos pais, principalmente por medo de provocar sofrimento no filho(a), ficam adiando e, às vezes, não contam que ele é um filho adotivo (segredos exigem omissões e mentiras). Encare a situação com naturalidade e fale a verdade o quanto antes, não deixe que seu filho saiba da adoção por terceiros, isso provoca um sentimento de traição e dor. Aproveite uma situação como a gravidez de alguém próximo, o nascimento de um bichinho, um filme e conte como ele chegou à família e como começou a história de amor de vocês. Evite falar termos como "filho do coração", pois, filhos adotivos ou naturais, são sempre do coração. Ele nasceu da barriga de alguém que não pode criá-lo(a) e que vocês o escolheram para ser seu filho(a) para o resto da vida.Cuidado com os mitosO mito de que os filhos adotivos nunca serão amados como os filhos biológicos ou que eles darão problema, cedo ou tarde, é absurdo e preconceituoso, pois os filhos biológicos também podem apresentar sérios problemas comportamentais. Tudo que pode acontecer ao filho adotivo, também pode acontecer ao filho biológico. Mas, a sociedade tende a ser menos tolerante com as atitudes das crianças adotadas, devido ao preconceito e à falta de informação. Algo que preocupa os pretendentes à adoção é saber a origem das crianças, saber se elas eram filhos(as) de prostitutas, marginais, delinqüentes,... pois têm receio de que essas características possam ser herdadas geneticamente. Estudos comprovam que "há muito de genética sim, mas nem tanto que não possa ser modificado pelo meio e pela educação".A maioria das crianças não apresenta problemas em decorrência da adoção, e sim em razão da infância ser um período marcado pelas descobertas e pelos testes de limites, sendo necessário que os pais funcionem como modelo de autoridade e estabeleçam, claramente, os limites aceitos pela família. Contudo, algumas crianças adotivas apresentam dificuldade em aceitar afeto, em conseqüência de uma história anterior de rejeição, e passam a "aprontar todas", querendo testar o amor dos pais, mas, na verdade, tudo o que ela precisa é se sentir acolhida, cuidada e amada para se desenvolver de forma saudável, como qualquer criança.Um amor conquistadoPara ser pai e mãe, não é necessário que se tenha vivido uma gestação biológica e sim afetiva. Procriar é fisiológico; criar é afetivo. Laços de sangue não são, necessariamente, os mais fortes. Quantas vezes temos mais afinidades com amigos do que com membros de nossa própria família? É a convivência amorosa que gera oportunidade de trocas de afeto, de carinho, de falar, de ouvir, de acolher e de estimular, de orientar e promover crescimento. Alguns filhos adotivos manifestam o desejo de conhecer seus "pais biológicos", mas, não se preocupe, isso não quer dizer que ele não os ame e nem que deseja mudar de família e sim que deseja conhecer "um pedaço da sua história" para que elabore o fato de que foi abandonado(a) não por não merecer ser amado(a) e sim por ter sido gerado em uma família que não teve condições para criá-lo. É importante que você esteja ao lado do seu filho nesse momento, pois isso faz parte da construção de uma relação baseada na verdade, no respeito e no afeto. Afinal, filhos desejados ou escolhidos serão sempre filhos do amor.
 
Jornal “O Liberal” - Revista Troppo (Belém 21 de Novembro de 2010)

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Uma Reflexão Sobre o Preconceito Atrás das Palavras!

UMA REFLEXÃO SOBRE O PRECONCEITO ATRÁS DA PALAVRA

...isso é o aprendizado .de súbito você compreende algo
que havia precedido vida inteira mas de maneira nova
(Doris Lessing)
 
Em nosso dia-a-dia costumamos utilizar muitas expressões e termos que denotam preconceito sem que tenhamos plena consciência  disso. Assim, as novelas, os meios de comunicação de massa e as propagandas estão repletos de chavões preconceituosos, muitas vezes mascarados em sátiras e situações engraçadas, as quais servem simplesmente para manter um determinado status quo que um segmento social acha recomendável. Rimos da mocinha “bonita e burra” de determinado programa de televisão e não percebemos o quanto isso é estereotipado e preconceituoso. Ouvimos e vemos, a todo o momento, expressões que denotam preconceito racial, étnico, estético e muitos outros. É preciso parar para refletir um pouco. Alguns termos transformam-se em diagnósticos de vida. Foi o que ocorreu com o termo “menor”. Menores eram sempre os filhos dos outros, aqueles que estavam na rua, era a cultura menorizada. O nosso filho era sempre uma criança ou adolescente, mas o filho do outro, do menos favorecido era um “menor”. Tomando consciência desse fato a sociedade aboliu o termo menor e passou a chamar todos os filhos de crianças e adolescentes, culminado com o fim do código de menores e com a promulgação do Estatuto da Criança e Adolescente.
Com os discursos e a literatura das famílias adotivas tem acontecido algo semelhante, onde se percebe, por trás da semântica, e que fazemos aqui uma moção para que isso seja modificado. Algumas pessoas perguntam para a mãe adotiva se “essa é a criança que você pegou para criar”; se a família possui filhos biológicos e adotivos, as pessoas costumam apontar para um deles e perguntar: “é esse o seu”?; Ou ainda, após saber da adoção, pessoas podem perguntar, mas “você conhece a mãe verdadeira dele”? Todas essas frases demonstram uma falta de esclarecimento associada ao preconceito em relação à esta constituição familiar.
De maneira geral, quando se fala em família adotiva, utiliza-se a antítese “família verdadeira”, “família natural”, “família legitima”. Temos por convicção, por força dos dados científicos, que a família adotiva não é artificial não, mas é tão verdadeira e legitima quanto a outra. Sua essência não é diferente, mas somente a contingência de como foi constituída. Então, sugerimos que sejam utilizados os termos família de sangue, família biológica, família de origem em contraposição à família adotiva. Da mesma forma, quando se fala em filho adotivo, a antítese mais comum é falar “filho verdadeiro”, “filho natural”, “filho legítimo”, “filho meu mesmo”. Sugerimos que sejam utilizados os termos filho de sangue e filho biológico, pois o filho adotivo não é artificial, nem falso ou ilegítimo e é filho mesmo dos seus pais adotivos!

Texto extraído de WEBER, Lídia. Laços de ternura. 2.ed. Curitiba: Juruá Ed, 1999. p.124-125.

Disponível em www.adocaorenascer.org

terça-feira, 23 de novembro de 2010

'Mas é claro que o sol vai voltar amanhã...'

Ai, eu amo essa música!!!
Quando as coisas ficam ruins, meio nubladas, quando tudo fica embaralhado como estava neste final de semana eu lembro de trechos desta música e me faz muito bem!
É muito bom, apesar de estarmos 'no olho do furacão', termos a certeza que tudo vai melhorar!!!

Eu não sou pessimista, não me entrego ao desânimo fácil e quando me entrego me esforço para sair dele rapidinho!
Não gosto da minha vida cinza!!!
Hoje já está um pouco mais colorida!!! rss
Meu carrinho foi arrumado. Era coisa simples!!!
Hoje ouvi músicas novamente!
Depois que ganhei o rádio do carro descobri que sou beeeem mais feliz com música! kkk
Tudo na minha vida eu relaciono com músicas. Tenho todos os momentos que marcaram minha vida relacionados com alguma música!
Em sendo assim, hoje estou um pouco mais feliz!!!
Só falta recuperar meus óculos, afinal de contas boa parte dos meus dias eu passo dentro do carro, mas nem está fazendo tanta falta porque o tempo está chuvoso por aqui!!!
Como meus pais vêm de mudança para cá amanhã (quarta-feira) esse problema estará solucionado também porque a mamys trará meus amados óculos!

Gente, carro antigo é o ó!!!
Dirigi a super-máquina do marido 2 dias e ganhei uma inflamação no meu pobre ombrinho que é capenga e uma dor de cabeça como consequência!
Mas tuuuudo bem, isso também passa!!!

Tamiris foi bem na prova de matemática!
E esta é a única novidade!
Hoje não falo nada do Fofo! Tirei férias deste assunto até minha cabeça parar de doer...rss

Agora tenho uma novidade: Peguei o cadastro no fórummmmmmmmmmmm!!!
Tá, você pode estar pensando: o que tem isso demais?!
Não tem nada, só estou feliz porque peguei o cadastro e até já preenchi.
Estou vendo ainda, mas acho que vou providenciar os documentos e encaminhar na época que estava planejada: janeiro ou fevereiro/11!
Estava comentando isso com o André ontem porque tudo que tínhamos planejado já está totalmente fora do planejamento. Não quero atrasar o processo da Letícia também.
Tudo bem que uma coisa estava ligada à outra, mas pense numa mãe esperante beeeem ansiosa. Pensou?! Agora multiplica por 1000! kkk
Esta sou eu!!!
Confesso que já estou sofrendo da tal ansiedade pré-adoção! Tem dias que sinto taaanta falta da minha pequena e queria taaaanto que ela já estivesse aqui comigo que até dói!!!
Sei que Deus tem Seu tempo para tudo, mas sei também das coisas que sinto e sinto que ela não vai demorar para chegar, portanto se eu atrasar os documentos poderei estar condenando-a a ficar naquele...Deusmelivre...abrigo!

Semana que vem pretendo fazer a primeira aquisição da minha fofinha!
Depois que comprar coloco fotinho para vocês verem!

Agora vou correndo buscar o Tales no futebol que estou atrasada!!!

Grande beijo,

Cláudia

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Meu Findi...

Nossa, sexta-feira eu postei a campanha contra a violência contra criança e adolescentes, mas estava muito, muito mal...

Na quinta o Tales tinha ido fazer trabalho na casa de um amigo, eu tinha que pagar o clube então peguei a Taís na escola, fui voando pagar o clube e enquanto eu estava na administração um senhor falou para a Tamiris que o carro estava com vazamento.
Assim que saí ela me falou, olhei e tinha uma piscina embaixo do carro!!!
Não conseguia ver de onde caía água, então fui voando buscar o Tales e quando estava chegando em casa o motor superaqueceu. Que sufoco!!!
Eu já não tinha acordado bem, estava com a cabeça doendo, aí já viu!!!

Sexta acordei de mau-humor, coisa que não me é muito usual. A dor de cabeça persistia e eu estava sem paciência para os dramas amorosos da Tamiris.
O dia foi péééééssimo!!! Tudo bem que a gente pode melhorar, mas tem dias que definitivamente não dá!!! Eu me sentia cansada de tudo e estava com uma imeeensa vontade se me tornar a mulher invisível!!!

Quando cheguei para buscá-los no colégio, Tamiris abatida! Achei que fosse com o Fofo, mas qual o quê! Ela e a melhor amiga haviam brigado!!!
Elas vêm brigando, brigando feio mesmo, desde que a Tamiris e o Fofo começaram a conversar no intervalo e na saída!
A garota é contra a Tamiris insistir com o Fofo, não quer saber de ouví-la contar as novidades e não sei se porque se sentiu excluída ou porque esteja com ciúmes de talvez ter que dividir a amiga, ela está difícil de lidar e as duas andam se estranhando!
Semana passada elas brigaram a semana inteira e na quinta eu pedi, ou melhor, exigi que a Tamiris não birgasse mais, mas assim mesmo brigaram e parece que foi a briga mais feia de todas!
Tem paciência que aguente?! Não, né?! Falei que se brigarem de novo vou marcar reunião com a coordenadora pedagógica juntamente com elas!
Se eu já estava ruim, fiquei ainda pior. Nem quis saber nada da briga, nem se ela tinha conversado com o Fofo, nada!!! Simplesmente não queria conversa!
Estava muito, muito oprimida, com o peito doendo, uma angústia me matando e eu me cobrando o fato de que tenho que aceitar que sou limitada, que não posso resolver tudo, principalmente quando esse tudo refere-se à vida dos outros, ainda que estes 'outros' sejam os filhos!!!
Passei a tarde muito mal e depois que fui buscar a Taís na escola resolvi sair com ela, só nós duas. Fui levá-la ao Lago para brincar.
Ela brincou, depois fui andar um pouco. Sentei no gramado e fiquei olhando esta paisagem:


Eu e a Taís estávamos sentadas aqui nesta grama, o Lago estava vazio, só se ouvia o assoviar do vento...que eu detesto, mas que me fez muito bem nesta tarde...e os pássaros. Fiquei ali, vendo uma dupla de patinhos nadando, sentindo o vento revolver meus cabelos, fiz orações e chorei. Chorei bastante!!! Boa parte daquela angústia foi saindo e quanto mais aliviada eu ficava, mais eu chorava!!!
Saí de lá revitalizada!!! Voltamos para o parquinho, Taís brincou mais um pouco, dei uma olhada no carro, estava tudo seco, viemos embora.

Consegui voltar a falar com a Tamiris, mas deixei claro que não queria saber nem da briga nem do Fofo. Conversaríamos sobre estes assuntos no sábado.
À tarde resolvemos ir para sampa despedir da casa dos meus pais porque eles mudam na quarta e...o carro estava sem água. Conforme eu ía colocando no reservatório, ía vazando por baixo.
Fiquei bem, bem contrariada! Meu carrinho está quebrado!!! Fomos com o carro do André e com a galerinha reclamando! O passeio foi bom, mas não conseguiu levantar meu astral!
À noite resolvi dar uma entradinha na net, olhei meu orkut e perdi a paciência novamente. Fiquei bem estressada outra vez!!!
Tudo bem que as pessoas devam buscar realizar seus sonhos, mas acho que precisam ter o mínimo de bom senso!!!
Eu nunca quis fazer adoção direta, nunca fui atrás de grávidas que quisessem dar um bebê para mim, aí umas 'gaiatas' pegam meu perfil nas comunidades, me add, não querem saber de conversa útil, tudo que vc escreve para alertar elas apagam e vêm com frases do tipo: 'se vc souber de alguma grávida que queira dar o bebê, por favor me avise'.
Aaaaaaaaaaaah, dá licença!!!
Nesse momento desejei mais ainda ser invisível, tirei meu nome do perfil, tirei a foto do coração e coloquei uma foto da Laica com um *-------* e escrevi um recado bem, mas bem à altura da ira que estava sentindo!
Eu me submetendo pela quarta vez a um processo demorado, dolorido e tal e vem gente com discurso que pelo fórum é demorado, querendo que eu encontre uma grávida!!! SE eu fosse atrás de uma grávida seria para mim, oras bolas!!!
Não querem bater às portas do fórum, querem o caminho mais curto, também não venham bater à minha porta!!! #prontofalei

Ontem fomos fazer o exame médico no clube e eu entrei com a Taís um pouco na piscina. Mais aborrecimentos e acabei chorando lá também!!!
Estávamos numa piscina repleta de bebês, quase todos com no mínimo 1 ano a mais que ela e todos o dobro dela! Aaaaaah, num guentei e acabei chorando de tristeza em vê-la tão miúda!!!
O André tentava me acalmar dizendo que ela é menor que as outras crianças assim como os outros eram maiores, mas acontece que eles eram maiores do que crianças em tamanho normal para a idade deles e ela é menor do que criança com 1 ano e meio a 2 anos a menos do que ela!!!
Quando estamos em casa, tudo bem, mas em um lugar onde a compraração é inevitável, não consegui segurar a onda!!!

Em casa, Tamiris deprimida, abatida, chorando, não querendo comer, com ciúmes da foto que o Fofo colocou no orkut, ciúmes por ele ter add meninas, insegurança e mais insegurança, medo e mais medo, querendo excluir o perfil e o msn, não querendo mais usar net.
Não é meu aniversário, não creio nestas coisas de astrologia, mas acho que estou vivendo um 'inferno astral'. Ô fase!!!

À tardinha saí com o carro do André para treinar direção, já que o Fiat dele é um 147...rss
Jamais imaginei que fosse dirigir um carro tão antigo!!!
Tinha intenção de voltar com a Taís ao clube, mas decidi lavar o pobre possante, já que o André nunca faz isso e eu não ía andar com carro sujo!

Hoje estou assim: angustiada ainda, com um pouco de dor de cabeça, com dor no braço porque a super-máquina do meu marido requer prática, habilidade e condicionamento físico para ser dirigida e eu tenho problema no braço que não pode ser forçado, sem meu carro, sem meu rádio, sem meus óculos de sol para dirigir...sim, eles ficaram em São Paulo sábado!!!...ainda sem muita paciência, angustiada para saber como a Tamiris está na escola, como foi na prova de matemática porque ela estava apavorada, angustiada com as coisas da reforma da casa que estão empacadas e eu dependo desta reforma para que minha pequenina chegue, mas ainda estou me mantendo linda e loura! kkk

Sempre me socorro de orações, mas estes dias nem isso tenho sentido vontade porque elas têm me feito chorar mais do que eu gostaria!!!

Ah, e para ajudar, a Laica resolveu abater os pardais no ar! Ela pula, agarra os pobres que estiverem voando baixo, mata e esconde na lavanderia.
E aí, assim que começa o cheirinho peculiar, tenho que sair à caça do cadáver para jogar fora!!!
Ainda essa...rss

Afff... não gosto de me sentir assim como estou e peço desculpas pelo desabafo, mas nem só de alegrias e coisas boas vive uma blogueira!!!
Este monte de assuntos mal resolvidos e o sentimento de impotência juntos estão acabando comigo...

Fiquem com mais algumas fotinhos que tirei do lago sexta:






Grande beijo,

Cláudia

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

19 de Novembro - Dia Mundial de Prevenção à Violência Doméstica Contra Crianças!


Hoje é o Dia mundial pela prevenção da violência doméstica contra crianças e adolescentes!!!

Eu gostaria muito, muito de expor algumas opiniões, falar um pouco da minha experiência e como eu fui aprendendo a trocar pequenas violências por conversas e limites com negociações, mas hoje estou péssima, com dor de cabeça, com overdose de uns assuntos aqui e não estou conseguindo concatenar as idéias, portanto vou deixar dois blogs, o da Laudiane e o da Adriana Alencar, com dois excelentes textos!!!

Creio que toda forma de violência precise ser combatida, tenho certeza absoluta que a maternidade e paternidade precisem ser encaradas com muita responsabilidade.
Muita gente pensa que gerar e colocar no mundo uma criança seja algo natural e que criar seja dar comida, escola e teto, esquecendo-se da responsabilidade na educação e na manutenção do bem-estar físico e emocional de seus filhos!!!

Ao contrário do que se pensa, a violência doméstica contra crianças não é um 'privilégio' de classes menos favorecidas, de pobres e miseráveis. Gente rica, de boa formação, supostamente de boa criação agem com violência extrema com seus filhos, sobrinhos, netos!!!

Há pouco tive a triste oportunidade de me revoltar com o jornal, mais uma vez!!!
Duas babás, grávidas agredindo os filhos pequenos dos patrões!!!
Uma delas chegou a confessar para a mãe da criança que perdeu a guarda da filha por causa de maus-tratos e aí eu pergunto: o que faz pessoas como estas trabalharem como babás?!
Sei que o maior índice de agressões e violências de toda a sorte contra crianças é provocada por pais, irmãos, tios, avós...parentes enfim, pessoas que deveriam proteger, mas às babás cabe, tbm, uma boa parcela desta violência!

Enfim...eu particularmente achava a lei da palmada radical demais, entretanto venho buscando caminhos, meios de eliminar de vez e totalmente qquer tipo de violência.
Que este dia sirva para repensarmos o assunto, que sirva para que não nos omitamos com fatos absurdos ocorridos ao lado da nossa casa, que possamos ter coragem de denunciar porque é responsabilidade de todos a proteção infantil.

Grande abraço,

Cláudia

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Dois em um: 'E se For Menino' + Selinho!!!

E Se For Menino?!

Pessoas amadas,

Tenho postado sobre a espera por Letícia, já disse várias vezes que tenho certeza absoluta que será uma menina por inúmeros motivos: porque sonhei com os outros 3 filhos e eles vieram como eu sonhei, porque já sonhei muitos anos com ela também, porque sinto e intuo que tenho mais uma menina em algum lugar 'perdida' por aí e aprendi a confiar nas minhas intuições!!!

Todos sabem que em adoção podemos escolher...palavra horrível!!!...um filho. Podemos escolher sexo, etnia, idade, condição de saúde. Aliás, tem uma ficha para preencher, que eu detesto mas que faz parte, que vc pode especificar até a forma do nariz e a textura dos cabelos do seu filho!

Deixo claro que nós não estamos escolhendo nada além da idade, porque meu marido não aceita criança maior, mas não temos preferência por sexo, nem etnia, nem estado de saúde, nem forma como a criança foi gerada. Nada, nadinha!!!

Ganhei a correntinha com 3 meninas e um menino, tenho convicção que meus filhos serão mesmo assim, MAS para Deus tudo é possível e como não temos preferência por sexo, não restringiremos este quesito. Creio que, como numa gravidez biológica, você deva aceitar o que Deus tenha reservado para você.

Portanto, caso Deus resolva nos mandar um menino, que também já tem nome escolhido e será João Vítor, eu simplesmente trocarei uma menininha do pingente por um menininho.
Nada demais!!!

Também já falei que vou fazer o enxoval bordado, com nome e tal, entretanto assim como fiz com a Taís, deixarei uma 'margem de erro' e farei algumas peças neutras, caso quem venha seja o João Vítor...rss
Aí, tudo que eu tiver feito com nome, guardarei com carinho e presentearei a primeira Letícia que nascer!!!

Não existe nada complicado na minha vida!!! Tudo é muito simples!!! Estou vivendo uma gravidez esperando uma menina, não por desejo meu, mas por intuição, porque creio que recebi a revelação de todos eles através dos sonhos, mas se Deus me presentear com um menino não vou me fazer de rogada...rss...e não terei nenhum problema em trocar o pingentinho!!!

Por conta desta remota possibilidade, vou deixar a tatoo para fazer só depois que ganhar meu bebê!!! Ou vou fazer deixando o gancho para incluí-la(o) depois!

Eu falarei mais em Letícia, mas não tenho nenhum tipo de rejeição quanto ao João Vítor, ok?!

Agora o Selinho

Ganhei este liiiindo selinho da minha querida Laudiane!!!

As regras são: responder ao questionário e repassar para 5 blogs amigos!

1. Barzinho ou Balada?
Hoje não frequento nenhum, mas para uma escolha seria barzinho. Dá para conversar sem interferência de barulho e, hoje em dia, nem fumaça de cigarros tem mais...rss

2. Beijo na boca ou abraço?
Os dois! Depende do momento. Tem momentos em que o abraço aconchegante e protetor vale mais que mil beijos na boca!!!

3. Café ou Coca-Cola?
Café.

4. Limonada ou Caipirinha
Depende!!! No dia a dia, limonada, mas na praia uma caipirinha de maracujá é tudibom...rss

5. Salto alto ou rasteirinha?
Depende da ocasião. A preferência no dia a dia é rasteirinha.

6. Batom ou rímel?
Batom

7. Frango ou Peixe?
Os dois!

8. Saia ou calça jeans?
Jeans.

9. Cinema ou praia?
Praia, mas adoro um cineminha tbm...

10. Livro ou tv?
Livro.

11. Menina ou mulher
Mulher com alma de menina!

Lau, amor, obrigada. Adorei o selinho!!! É sempre bom receber um carinho!!!

Eu indico para:

Silvana, mamãe da Beatriz
Deia, mamãe do João Pedro e da Rafaella
Liah, mamãe do Davi
Paula, mamãe do Pedro e da Maria Clara
Vanessa

Amadas, sintam-se à vontade para fazerem ou não, ok?!
Quem não estiver linkado, mas quiser fazer, sinta-se à vontade, tbm.

Grande beijo e tenham uma semana abençoada!!!

Cláudia

terça-feira, 16 de novembro de 2010

O Refluxo!!!

Mais uma vez volto para falar do refluxo!!!

Gente, quando o Tales nasceu eu achava que refluxo era uma coisa de bebê, que tomou o medicamento, sarou, acabou-se o problema!
Não tenho o hábito de ir pesquisar no 'dr. Google' porque tudo que se procura lá tem informações alarmantes, aterrorizantes, que geralmente não correspondem à realidade dos problemas que pesquisamos.
Acreditava em algo simples, ou como diz as pessoas mais vividas...'coisas de criança'.

Infelizmente não é bem assim!

O Tales teve o refluxo quando nasceu, achei que tinha se curado, entretanto ele vivia com uma ardência na garganta ao levantar. Quando o levei a uma otorrino, esta disse que o problema era ocasionado por refluxo e passou as medidas anti-refluxo. Isso há mais de 5 anos!
Observadas as medidas anti-refluxo ele não teve mais as adências na garganta ao levantar-se.

Taís, como todos sabem, voltou a ter o refluxo em sua forma mais complicada, com dores e vômitos. Perdeu peso. Muito peso, diga-se de passagem!
Iniciamos o tratamento, ela melhorou, ganhou o peso que perdeu, entretanto na semana passada ela teve um episódio de vômito após ter passado a tarde com dores.
Não foi nada demais: apenas o vômito.
Neste dia, terça-feira, o Tales tinha campeonato de futebol, ela vomitou minutos antes de sairmos e eu cheguei a pensar que pudesse ser uma virose, já que várias crianças da escola estavam com uma virose gastrintestinal. Por garantia não fomos ao futebol, ela se recuperou, jantou e dormiu.
Foi o refluxo, mesmo!

Sábado eu fui levar Tamiris e Tales na festa em Atiabaia. Ela ficou com o papai, que não tem o costume de ficar com ela sozinho. Foi ao mercadinho e encheu a fofinha de balas, chicletes, balas de goma.
Depois que voltei de Atibaia fomos à casa da minha cunhada na zona rural. Ela comeu doce de amendoim, meio pacote de bolacha recheada e mais balas.
Não que eu não tivesse tentado controlar, mas quando eu via, já estava comendo!
Precisei pegar no pé, ela chorou, mas algo me dizia que aquilo tudo de doces não ía cair bem com o refluxo!

Dito e feito!!!

Ela enjoou, não quis jantar. Dormiu bem, mas por volta de 5:30h da manhã ela acordou gritando que a barriga estava doendo. Deitei no colchonete ao lado da cama dela, ela ficou agitada virando de um lado para o outro até que levantou e correu para o banheiro.
E vomitou...
Não tinha nada no estômago para vomitar, então começou com uma espuma branca, um poquinho de catarro porque está meio resfriada, depois passou a vomitar bilis e depois bilis com sangue e espuma com sangue, até chegar somente no sangue.
Era um tal de ir e vir da cama para o banheiro. Deitava, tentava dormir, sentia dor, levantava e ía para o banheiro.
Ficamos nessa das 5:30h às 9:00h, mais ou menos.
Neste meio-tempo tentei dar a bromoprida, devidamente devolvida em forma de vômito!
No horário da medicação do refluxo, a mesma coisa!
Ela dormiu um pouco, até por volta das 9:45h, acordou, pediu um chá, tomou dois goles e vomitou como se tivesse tomado um litro!
Aí não tinha saída: me arrumei, dei banho nela e fomos para o ambulatório do hospital!
Lá a pediatra falou que quem tem refluxo não pode comer açúcar, muito menos açúcar em excesso, passou medicamento no soro e por via oral para tomar no hospital.
Ela ficou das 11:00h às 13:15 no soro venoso, tomando soro por via oral.
Na hora do almoço chegou a comida para mim, ela sentiu o cheiro e quis comer. Chamei a enfermagem pela campainha, mas ninguém apareceu. Dei comida para ela devagar.
Saiu outra do hospital!
Chegou em casa dormindo, por volta de 13:45h e dormiu até 17:35h!
Tomou lanche da tarde, jantou, dormiu a noite inteira e não teve mais nada.

A pediatra dela falou para quando terminar este vidro de medicação...que termina esta semana...era para passar a dar uma vez por dia, ou seja, a cada 24 horas. Ela está tomando de 12/12 horas.
Não sei se isso vai funcionar, já que mesmo com medicação ela está fazendo episódios de vômitos ainda.
O de ontem foi pelo excesso de doces, mas o de terça-feira não!
Enfim...refluxo não é nada, mas exige muitos cuidados, muita atenção e muita disciplina alimentar!

Fica aí o alerta: se seus filhos, sobrinhos, primos, netos tiveram refluxo e 'sararam', observe sempre porque alguns maus-estares podem estar relacionados à volta do refluxo, que podem ser em menor escala como o do Tales!

Grande beijo,
Cláudia

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Pagando Dívidas Antigas: Selinho e Desafio!

Ganhei este lindo selinho da minha querida Tuka do blog http://ktralhas.blogspot.com
Adoro os selinhos que ganho e mesmo que demore por algum motivo, acabo sempre postando!!!
Selinhos são sinônimo de que fomos lembradas e significa um carinho, seja para a gente ou para o nosso blog!!!

As regras são: Citar 9 coisas que eu goste:

1. Filhos
2. Marido
3. Praia
4. Ler
5. Cozinhar
6. Minha cachorra
7. Amigos
8. Fazer meus artesanatos
9. Escrever

Citar 9 blogs queridos:

1. Bia, Cris e Lulu
2. Cel
3. Liah, mamãe do Davi
4. Lilian Gratti, mamãe do Gi e o Gabriel
5. Beth, mamãe do Bruno
6. Nati, mamãe da Mady e do Pietro
7. Luciana
8. Lis
9. Vanessa

Tuka amada, obrigada pelo selinho!!!

Desafio!

Este desafio eu recebi da Vanessa. Como eu já tinha pego um desafio parecido para responder por conta própria..rss...algumas questões vão se repetir!
Estes desafios parecem bobos, mas nos dão oportunidade de conhermos umas às outras em pontos que não costumamos colocar nas postagens...


1- O que te levou a criar um blog?
O desejo de compartilhar as experiências da maternidade com os filhos que já tinha e a esperança de diminuir minha ansiedade escrevendo os passos e conquistas durante a espera pela Taís.

2 – O que tira você do sério?
Deslealdade, falsidade, fofoca, mentira, traição, mexer com meus filhos...

3 – Você tem alguma mania ou vício?
Cutucar e arrancar pelinhas em volta das unhas quando estou nervosa ou muito ansiosa.

4 – Qual a sua melhor lembrança?
O nascimento de cada filho!

5 – Qual o seu maior sonho?
Meu maior sonho, neste momento, é terminar minha casa para poder receber minha caçulinha!

6 – Se fosse um dinossauro, como se chamaria?
Pterodáctilo para poder voar de vez em quando!

7 – Qual personagem da sua infância gostaria de ser?
Miu e Mal...personagens de massinha que podiam se transformar no que quisessem!

8 – Cite uma peça que não pode faltar no seu guarda-roupas e outra que jamais usaria.
Não pode faltar um jeans!!! Não usaria de jeito nenhum roupas muito decotadas ou com barriga de fora.

9 – Um lugar que ama
Praia e minha casa.]

10 – Que filme você amou e recomenda?
Ensinando a Viver!

11 – Qual último livro que você leu?
O Manual do Passista para o curso de passes que estava fazendo.

12 – Qual palavra te define?
Perfeccionista.


Eu deveria indicar para 5 blogs, mas indico para todos que indiquei no selinho acima!

Vanessa amada, obrigada pelo desafio!!!

Grande beijo a todos!!!

Cláudia

Feliz Comigo Mesma!!!


Quem me conhece há bastante tempo sabe que por muitos anos tive pânico de dirigir!!!
Enquanto morava em São Paulo e tinha só a Tamiris, eu dirigia, ía para todo canto dentro da cidade, mas depois que o Tales nasceu peguei pânico.
Na verdade, quando eu trabalhava no hospital, o cunhado de uma garota que trabalhava comigo foi assaltado no farol, foi arrancado do carro e viu seu veículo ser levado com a filhinha de 1 ano dormindo no banco de trás!
Por obra de Deus, os bandidos abandonaram o carro no acostamento de uma rodovia e ligaram para a polícia avisando onde estavam abandonando o carro com a bebê, que foi encontrada pelos policiais duas horas depois de ter sido levada junto com o carro ainda dormindo!
Eu nem tinha a Tamiris ainda, mas fiquei com isso na cabeça e acho que já fui ficando com medo dessa história antes mesmo de ter um carro e um filho...rss

Quando era só a Tamiris eu pensava: se quiserem levar o carro eu arranco ela da cadeirinha.
E com  esse pensamento simplista e idiota, eu seguia minha vida e a deixava sem prender no cinto (!!!) para facilitar uma retirada estratégica!
Pois bem, quando o Tales nasceu eu olhava a Tamiris na cadeirinha, o Tales no bebê-conforto de costas para mim e pensava: se for assaltada terei que escolher qual dos dois arrancar do carro. Como eu posso escolher um filho e deixar o outro?!
E daí em diante fui ficando cada dia com mais medo de sair com eles, de parar em farol, ficava com a boca seca e o coração acelerado cada vez que parava e uma moto...ou duas...paravam ao meu lado.
Com isso, fui adquirindo pânico de dirigir. Só saía com eles quando era realmente muito necessário e, ainda assim, passando bem mal, com taquicardia, suando muito, com boca seca. Um verdadeiro horror!
Mudei para Bragança e fiquei sem carro. Fazia tudo à pé ou de moto-taxi.
Quando estávamos em processo de habilitação da Taís o André começou a deixar o carro para mim e eu continuei fazendo tudo de moto...rss
O carro ficava na garagem. Conforme o processo foi caminhando, o André foi me pressionando a voltar a dirigir. Só de pensar em tirar o carro da garagem eu passava mal. Não queria de jeito nenhum e ele começou a falar: 'e se a criança for muito pequena, como você vai fazer para andar com 3?!', 'vc não vai mais poder sair de moto, como vai resolver suas coisas?!', 'e se a criança vier doente, precisar de tratamentos, ir a médicos, vc vai ficar dependendo de ônibus?!' e aí comecei a avaliar a necessidade de dirigir, busquei ajuda dos florais, voltei a dirigir em agosto/06 com o André ao meu lado, em setembro assumi o volante sozinha e em junho/07 Taís chegou pequena e doente! Teve dias de eu precisar ir com ela de manhã e à tarde na pediatra e agradeci imensamente ao meu ilustre marido por ter me pressionado!
Em final de 2007 fui duas vezes dirigindo para São Paulo com a turma toda junto e o André ao lado.
Sensação indescritível, mas ficou só nestas duas vezes!
De um tempo para cá eu estava sentindo falta de pegar o carro e sair pela estrada sozinha, com autonomia, sem depender de ninguém para me levar.
Aqui na cidade não tem cinema, não tem um hipermercado. Então precisamos ir para as cidades vizinhas e eu dependia do marido para ir a estes lugares.

Conforme falei, Tamiris e Tales tinham um aniversário ontem em outra cidade: Atibaia.
Combinei de encontrar com os pais das outras amigas na porta do colégio, até porque íamos distribuir a meninada que ía de carona.
Deixei a Taís com o André e fui com a turminha. Na porta do colégio peguei uma amiga da Tamiris e fomos seguindo o pai da outra amiga.
Fui sozinha para Atibaia!!! Peguei a Fernão Dias só com a turminha!!!
Confesso que cheguei a pensar em convidar o André para ir junto, mas como não sabíamos quantas meninas estariam de carona, então desisti.
Foi muuuito bom ir com eles, deixá-los no clube e depois pegar a estrada completamente sozinha de volta para Bragança!!!
Sensação maravilhosa!!! A mesma que senti quando voltei a dirigir quando fui, fiz compras, saí do mercado e busquei eles na escola pela primeira vez!
Agora nada nem ninguém me segura mais!!! kkk
Quando tiver algo para fazer na região e tiver que pegar estrada sozinha, não penso mais duas vezes se o André não puder ir junto!!!

Foi bom demaaaaaaaaissssssssssssssss!!!

beijos e tenham um abençoado feriado!!!

Cláudia