quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Faz um ano!

Hoje faz um ano que nossa família amanheceu dentro do pior pesadelo que uma família pode viver: o descontrole de um carro, o capotamento e uma vida ceifada instantaneamente.
Há um ano perdemos, neste plano de vida, uma de nossas crianças.

E na presença constante da ausência avolumam-se as lembranças!

Em seus 16 anos ela foi um bebê tranquilo e dorminhoco, uma criança alegre, ardida e cheia de energia, uma menina cheia e fantasias, uma adolescente cheia sonhos!
Menina encantada, amava as Princesas da Disney e acreditava que era uma princesa de verdade. Branca de Neve era sua preferida! Em suas fantasias infantis fez-se a própria Branca de Neve e levou outras crianças a viverem a fantasia de estarem com a verdadeira personagem encantada. 
Ela amava a cor de rosa e borboletas. Tinha horror de formigas.
Não resistia a nhoque, lasanha e sopa de feijão. Doritos, Kit-Kat e Coca-Cola eram sua paixão! 
Era perfeccionista desde pequena. Tudo dela tinha que ficar perfeito e ai de quem estivesse perto se suas lições não ficassem como ela queria. Era choro e birra na certa. A letra tinha que ser impecável, a folha não poderia ter uma mínima orelha ou dobrinha. Massinhas e tintas? Ah, essas não podiam ter as cores misturadas. Quantas guerras viveram as duas primas tão diferentes neste sentido! 
Figura irreverente e engraçada. Totalmente desligada. Nunca compreendia uma piada na hora. 
Falava sem parar. Nos almoços de família sua voz, imbatível no timbre, tomava conta do ambiente.
Não sentia vergonha de amar e de expressar seu amor. Elogiava e dizia que amava incansavelmente, mas amava com desprendimento. Era alma livre que queria provar o mundo.
Deixou como legado a alegria e a espontaneidade.

Esta é a Hisla que vive em minhas lembranças, em minhas memórias: a da menina de riso fácil e de alto-astral.
A princesa que virou borboleta e foi entregue nas mãos de Deus!

Aonde estiver, espero de coração que esteja bem e que nada deste plano daqui possa te afetar ou deixar triste.
Um dia todos nós nos encontraremos porque a morte...ah, a morte não existe. É apenas uma viagem!
Que Deus te abençoe e te cuide.

A todos que te conheceram e te amam, que o dia seja de boas lembranças e de orações!



Esta música foi feita para uma menininha que amava borboletas e que se foi para o outro plano de vida ainda criança. Sempre me tocou muito e ficou perfeita para ela, nossa princesa-borboleta.

3 comentários:

  1. Chorei de soluçar assistindo ao vídeo.
    Ficou lindo Clau.
    Estou muito emocionada.
    Beijão
    <3

    ResponderExcluir
  2. q lindo Claudia, q lindo,
    sem palavras!
    estou emocionada...
    bjão
    da Li

    ResponderExcluir

Já que você chegou até aqui, por favor deixe seu recadinho. Sua visita foi muito importante e seu recadinho nos deixa ainda mais feliz! :)