terça-feira, 19 de agosto de 2014

Tentando entender sobre política!

Imagem retirada DAQUI 

Ontem estávamos eu e Taís na sala assistindo ao Jornal Nacional no momento em que o mesmo  falava sobre os candidatos a presidente.
Ela parecia não estar prestando atenção. Brincava com a gata e um pedacinho de fio, quando:

- Mãe, aquele homem que morreu no acidente, Eduardoooo....
- Campos?
- Isso! Eduardo Campos! Ele ia ser o presidente no lugar da Dilma?
- Não exatamente. Ele e mais outras pessoas, inclusive a Dilma, estão candidatos. Agora eles vão fazer campanha, vão dar entrevistas nos programas de TV, vão falar o que pretendem fazer para melhorar o Brasil e no final do ano as pessoas vão votar e escolher quem elas querem para presidente.
- Aaaah, então eles estão disputando?
- Isso! Estão disputando para um deles ser o presidente.
- E a Marina? Agora ela vai ser presidente no lugar do Eduardo Campos?
- Ainda não vai ser presidente. Ela tem grandes chances de ser escolhida para ficar no lugar do Eduardo Campos como candidata. Talvez seja ela, talvez não.
- E quem escolhe isso se ela vai ser a candidata?
- Os partidos que apoiam o partido dela.
- E a Marina era o quê do Eduardo?
- Era candidata a vice-presidente. Todo presidente precisa de um, digamos, presidente reserva. Assim quando ele viaja ou está doente e não pode governar, o 'reserva' fica no lugar dele e a Marina era essa candidata.
- Aaaah. E mãe, você vai votar em quem?
- Então...eu não ia votar em ninguém, aí vi a entrevista com o Eduardo Campos e ia começar a avaliar a campanha dele para decidir se votava ou não nele.
- Agora ele morreu, né?
- É...então! Agora já não sei. Acho que vou votar nulo de novo.
- Âããããã? Como é o nome do homem que você vai votar?
Risos, muitos risos depois:
- Não é um homem. Votar nulo é não votar em ninguém. É anular o voto.
- Aaaah, entendiiii! Então pode não votar em ninguém?
- Pode.

E do mesmo jeito que a conversa começou, terminou!
Algo a distraiu e ela foi brincar.
Ver o interesse dela em tentar entender o momento político e como as coisas funcionam me dá esperanças de que, no futuro, haverá uma geração mais consciente, que se evolva realmente com a política e que faça escolhas realmente boas para seu futuro.
Para mim, que nunca fui especialista, mas que sempre tentei entender e me envolver, que sempre busquei avaliar os candidatos e suas propostas, sempre tentei fazer minhas escolhas de forma consciente é muito confortador ver a pequena assistir ao jornal comigo, fazer questionamentos e tentar entender.

Beijos,

Cláudia


2 comentários:

  1. Amo essa menina!!
    Adorei sua forma de explicar as coisas. Sempre aprendo muito com você.
    Beijão.

    ResponderExcluir

Já que você chegou até aqui, por favor deixe seu recadinho. Sua visita foi muito importante e seu recadinho nos deixa ainda mais feliz! :)