terça-feira, 19 de outubro de 2010

Um tiquinho triste!!!

Puxa...

Ontem no final da tarde levei a Taís à pediatra e voltei um tiquinho triste.
O refluxo dela voltou!!!
A Ana já tinha me falado que isso poderia acontecer, porque o da Luisa volta de tempos em tempos. Na época eu nunca tinha ouvido falar que refluxo voltasse, mas quando a Taís parou com a medicação eu achei que seria como aconteceu com o Tales: sarou, tá sarado!

Não foi bem assim...

Desde junho ela vinha reclamando de dores de barriga. A dor é entre o estômago e o umbigo. Não soltava o intestino e as dores vinham e iam algumas vezes ao dia.
No final de junho fomos à pediatra e ela passou o vermífugo. Ministrei o bendito, mas ela continuou com as dores.
Neste perído ela fez vômitos com alguma frequência! Uma hora achava que era virose, outra hora que tinha comido muito no jantar, outra hora achava que era porque fazia dias que estava sem comer, outras vezes achava eu eram os doces que todos insistem em dar a ela, mas devido à frequencia dos episódios de vômitos, das dores de barriga sem nenhum outro sintoma que persistiram depois da vermifugação, das tosses na hora de dormir e da agitação, comecei a suspeitar do refluxo! Sem contar as vezes que ela passa dias sem comer e depois come como louca, sem controle, acaba até chorando porque não deixo comer o tanto que ela desejaria!
Na madrugada de domingo ela acordou chorando que a barriga estava doendo muito. Tinha comido sopa no jantar, e bem pouquinho, não tinha porque estar passando mal. Deitei com ela, fiz carinho na barriga, mas ela chorava que doía muito e que era 'dor de vomitar'. Ficamos indo e vindo ao banheiro, mas ela não tinha nada de má digestão para eliminar. Saiu apenas bilis e saliva. Teve muitos espasmos, ficou vermelha, suada. Dei medicação para cortar os espasmos e ela dormiu até meio-dia do domingo!
Confesso que fiquei muito preocupada, porque comer e dormir não são os fortes dela! O máximo que ela chegou dormindo de manhã foi 8:30h!

No mais, ela vinha com um abatimento que não é normal numa criança saudável e estava com um quadro de dificuldades para ganhar peso!!!
Em março/09 ela estava com 13kg. Em junho/09 ela perdeu peso e chegou em 12,450kg e ficou oscilando entre 12,400 e 12,500 até março deste ano, ou seja, ela ficou um ano com o mesmo peso após ter perdido um tantão de gramas!
Em abril último ela chegou aos 13,380kg. Em julho ela caiu para 12,800kg e hoje ela estava com 12,280!

Falei com a pediatra que apesar de não ter febre, ela não estava bem. Fomos fazendo uma retospectiva desde julho do ano passado e chegamos à conclusão que é o refluxo novamente!
Agora ela vai tomar Motilium e Label novamente e daqui há 15 dias volto para pesá-la. A pediatra falou que essa perda de peso dela não é boa, mas isso ela nem precisava dizer...
Os exames de US de abdomen total não deram nada, graças a Deus!!!
Na última consulta de julho levamos os exames de sangue com contagem de alergia ao leite de vaca, mas não deu nada.
Ela é barriguda e a pediatra achava que poderia ser alergia à lactose. Como não deu nada, pedi uma ultra de abdomen total e a pediatra achou que seria interessante fazer. O resultado foi normal.

E pensar que ela pode estar sofrendo por conta do refluxo há mais de um ano!!! Afff...mãe devia ter bola decristal para saber estas coisas!
Eu até sabia que ela não estava bem há algum tempo, mas como poderia adivinhar que era o refluxo.
Em bebês recém-nascidos é mais fácil identificar o refluxo porque a criança vomita após as mamadas e mesmo que não vomitar, como era o caso do Tales, fica com muito desconforto, se controce muito e mama mais do que o normal.
Em crianças maiores parece que é mais difícil identificar os sintomas!

Enfim...sei que refluxo não é nada comparado a tantas coisas ruins que existem por aí, mas não pude evitar de ficar um tiquinho triste.
Agora é medicar e correr atrás do prejuízo, porque ela está mesmo muito magrinha.

beijos,

Cláudia

5 comentários:

  1. oi Claú, não fica triste não importante que descobriu e agora vai tratar.

    meloras para Taís.

    beijos

    ResponderExcluir
  2. Ai filhos doentes nos matam né?
    O meu filhotinho pequeno tem mais de semana que está com febre, ai foi no pediatra, infecção de garganta, mas ai deu alergia ao remédio, trocou o remedio e agora esta tomando anti-alergico, um saco.
    Quanto a sua pequena, a médica já viu se pode ser sindrome do intestino irritável? Meu mais velho era assim, estava bem de repende vomitava, sentia dor na barriga e febre, andei por médicos com ele desde os 6 meses de vida até os 5, ai descobri o que era e mudei a alimentação, a médica me falou que não tem cura, mas controle, ele agora dá crise uma vez por ano, só quando se descuida do que come, porque agora que é adolescente , já viu, come só o que quer.
    Melhoras para sua pequena.
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Puxa amiga, pelo menos já foi indentificado e agora é correr pra ela melhorar logo!!! bjksss

    ResponderExcluir
  4. OLÁ AMIGA, PEÇO PERMISSÃO PARA USAR ESTE SEU ESPAÇO PARA AVISAR SEUS VISITANTES COM BLOG QUE NO SITE WWW.TONYGIFSJAVAS.COM.BR HÁ UMA INFINIDADE DE UTILITARIOS, CALENDARIOS, RELOGIOS, CONTADOR DE VISITAS, COISAS E COISINHAS PARA BLOGS, BONECAS CANDYS, DOLLS E MUITAS OUTRAS, VISITE A PAGINA DE UTILITARIOS :=> www.tonygifsjavas.com.br/utilitarios_blogs.htm E PEGUE VARIOS UTILITARIOS GRATUITAMENTE A SUA ESCOLHA E DE VIDA AO SEU BLOGS. OBRIGADO PELO ESPAÇO.

    ResponderExcluir
  5. Agora vem a bitolada fazer comentário... ai ai ai, hehehe. Primeiro eu quero falar que não sou mãe mas eu ODEIO ver meus irmãos passando mal, amo muito eles e sei o porquê da sua tristeza. Como o autismo é relacionado tbm a problemas no sistema digestivo, vi por muitas vezes Lu rolar e se contorcer de dor de barriga, é muito ruim e sei o que você tá passando.

    Você tem bolsa de água quente em casa? Quando Lu reclama de dor, esquentamos a água, colocamos na bolsinha, enrolamos com um pano e ele encosta na barriguinha. Diminui a dor e ajuda no psicológico pois a criança vê que algo está sendo feito.

    Outra ajuda, agora na parte da religião, na verdade, são mantras da seichonoie, uma filosofia de vida: mentalize toda hora que puder: "A Taís é feliz e forte, filha de Deus e com muita sorte", se der, ensine a ela: "sou feliz e forte, filha de Deus e com muita sorte" e pra todo mundo da família, pensamento positivo é bom pois deixa a gente com bons pensamentos, focando na solução ao invés de focar no problema. Outro mantra que vale a pena decorar e repetir muito e vale pra qualquer momento de angústia: imagem verdadeira, harmonia, perfeição (não colocar o "e" entre harmonia e perfeição pois na repetição rápida o som pode virar "imperfeição"). A nossa imagem verdadeira é perfeita, Deus nos fez puros, nós que criamos nossos problemas quando estamos em desarmonia. Repita esse mantra e tudo melhora. É claro que muita gente critica o pensamento positivo pois nada cai do céu e não adianta só mentalizarmos se não agirmos. Na palavra ORAÇÃO tem "ação" então devemos sempre agir: você levou ela ao médico, está medicando e o pensamento positivo ajuda a elevarmos nossos pensamentos em zonas boas e portanto muitos mentores espirituais, anjos, energia (como quiser acreditar) nos ajudam.

    Eu sempre falo demais então pra finalizar: acho que você devia fazer um painel alergênico mais abrangente: glutem, soja, corante, etc. Ou anotar TUDO que ela come, os horários das dores e os sintomas. Fazemos isso com o Lu e sempre ajuda. Descobrimos que Lu tem alergia de milho assim, anotando.

    Beijos!

    ResponderExcluir

Já que você chegou até aqui, por favor deixe seu recadinho. Sua visita foi muito importante e seu recadinho nos deixa ainda mais feliz! :)